Membros

Ana Raquel Motta de Souza, anaraquelms@gmail.com

Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas (1996), Mestrado (2004) e Doutorado (2009, com bolsa FAPESP) em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas. Possui Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da PUC-SP (2012-2015, com bolsa FAPESP), com estágio de um ano como Visiting Scholar na University of Texas at Austin (2013-2014, com bolsa BEPE – FAPESP). É professora do Núcleo de Língua Portuguesa das Faculdades de Campinas (FACAMP). Suas áreas principais de atuação são a Linguística, a Análise do Discurso, a Linguística Aplicada, o Ensino de Língua Materna, a relação Linguagem e Trabalho e a Cultura Brasileira. É editora adjunta da Revista Ergologia (Université Aix Marseille). É pesquisadora vinculada aos Grupos de Pesquisa Atelier: linguagem e trabalho e Fórmulas e Estereótipos – Teoria e Análise (FEsTA). Membro do GT Linguagem, Enunciação e Trabalho da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL).

Anselmo Pereira de Lima, selmolima@hotmail.com

Doutor e Mestre em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP – 2003-2008). Licenciado em Letras Português-Inglês pelas Faculdades Oswaldo Cruz, em São Paulo (FOC-SP – 1999-2002). Estágio de Doutorado na Equipe Clínica da Atividade do Departamento de Psicologia do Trabalho do Conservatório Nacional de Artes e Ofícios (CNAM) de Paris – França – como bolsista CAPES (2006-2007). Estágio de Pós-Doutorado na Faculdade de Educação e Desenvolvimento Humano da University of Delaware (UDel) com colaborações na LaGuardia Community College of The City University of New York (CUNY) – Estados Unidos – como bolsista CAPES-FULBRIGHT (2013-2014). Professor-Pesquisador da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Câmpus Pato Branco. Atua nos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR) e em Letras (PPGL), no qual exerce o cargo de vice-coordenador, e no Curso de Licenciatura em Letras Português-Inglês. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq Linguagem, Atividade e Desenvolvimento Humano (LAD’Humano) e pesquisador dos Grupos CNPq ATELIER Linguagem e Trabalho (PUC-SP) e Laboratório de Estudos Avançados de Linguagens (UCPEL). Membro do GT Linguagem, Enunciação e Trabalho (ANPOLL). Membro da International Society for Cultural-Historical Activity Research (ISCAR). Participa do Conselho Editorial de várias revistas científicas. Interessa-se, principalmente, por iniciativas de ensino, pesquisa e extensão com foco em relações entre Linguagem, Educação e Trabalho na linha dos escritos de Bakhtin e do Círculo e de Vygotsky e seus Colaboradores.

Décio Rocha, rochadm@uol.com.br

Possui graduação em Português-Literaturas pela Universidade Gama Filho (1976), licenciatura e bacharelado em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1977) e Complementação Pedagógica em Língua Francesa pela Universidade Santa Úrsula (1980). Concluiu curso de mestrado em Letras pela PUC-RJ (1990), D.E.A. em Sciences du Langage – Université Paris III Sorbonne-Nouvelle (1995) e doutorado em Linguística Aplicada pela PUC-SP (1997). De 2010 a 2012 realizou estágio pós-doutoral na Universidade Federal Fluminense (Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagem do Instituto de Letras). Atualmente é Professor Associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde trabalha com Linguística e Análise do Discurso (em cursos de Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Letras do Instituto de Letras). Professor aposentado de Língua francesa do Instituto de Aplicação da Uerj, onde atuou durante 35 anos, é membro do GT-Anpoll Linguagem, Enunciação e Trabalho e dos grupos de pesquisa Atelier e PraLinS (CNPq). Tem experiência na área de Linguística Aplicada e Análise do discurso, atuando principalmente nos seguintes temas: enunciação, prática discursiva, relação linguagem e trabalho, ensino de línguas, produção de subjetividade.

Fátima Cristina da Costa Pessoa, fpessoa37@gmail.com

Possui graduação em Letras e Artes pela Universidade Federal do Pará (1990), mestrado em Letras: Linguística e Teoria Literária pela Universidade Federal do Pará (1997) e doutorado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). Atualmente é Professora Associada da Universidade Federal do Pará, atuando na Faculdade de Letras e no Programa de Pós-Graduação em Letras. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, especificamente em Análise do Discurso, atuando principalmente na interface linguagem, discurso e trabalho. É Diretora Adjunta do Instituto de Letras e Comunicação da UFPA. Já atuou como coordenadora do Curso de Letras na modalidade a distância, no período de 2008 a 2010. É integrante do Grupo de Trabalho da ANPOLL Linguagem, Enunciação e Trabalho e exerce a função de coordenadora deste grupo no biênio 2014-2016. É membro do grupo de pesquisa ATELIER Linguagem e Trabalho, cadastrado no diretório de pesquisa do CNPq. No biênio 2013-2015, exerceu a função de vice-presidente da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN).

Marcella Machado de Campos, mamachadodecampos@gmail.com

Mestra (CNPq; conclusão 2014) e doutora (CAPES; conclusão 2018) em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sob orientação da Profª Drª Maria Cecília Pérez de Souza-e-Silva. Estágio doutoral pela Universidade Paris IV – Sorbonne (2017), sob orientação do Prof. Dr. Dominique Maingueneau. Pesquisadora do Grupo ATELIER Linguagem e Trabalho (CNPq) e colaboradora do GT/Anpoll Linguagem, Enunciação e Trabalho. Atuou como parecerista da Revista Ergologia (www.ergologia.org/revue-ergologia–revista-ergologia.html) e dos Cadernos de Psicologia Social do Trabalho (www.revistas.usp.br/cpst). Ministrou o curso de Produção de Textos Acadêmicos (COGEAE – PUC/SP; 2014 – 2015). É tradutora técnica, exercendo a profissão desde 1998, e atualmente também leciona o módulo de Análise do Discurso: perspectivas da história, da linguística e do sujeito (Pós-graduação em Língua Portuguesa e Literatura, Unip). Seus estudos estão centrados em pressupostos da Análise do Discurso francesa e da Ergologia. Interessa-se pela investigação de questões identitárias, trabalho e desigualdade social que se manifestam no universo discursivo.

Maria Cecília Pérez de Souza e Silva, cecilinh@uol.com.br

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL), PUC/SP. Mestrado e Doutorado nessa mesma Universidade; pós-doutorado na Université Sorbonne Nouvelle – Paris III. Bolsista Produtividade em Pesquisa – nível 1 do CNPq. Líder do grupo Atelier Linguagem e Trabalho (PUCSP/CNPq) e pesquisadora dos grupos Tessitura: Vozes em (Dis)curso (PUCRS/CNPq) e PraLinS (UERJ/CNPq). Suas atividades estão direcionadas para o estudo do funcionamento dos mecanismos de produção e interpretação de textos que circulam em diferentes esferas de atividade: midiática, educacional, religiosa, política etc., particularmente, aqueles relacionados ao tema trabalho. Do ponto de vista teórico-metodológico, mobiliza a análise do discurso de tradição francesa, na perspectiva enunciativo-discursiva, e a ergologia, abordagem pluridisciplinar, que vem construindo conhecimentos sobre o trabalho na relação entre os saberes acadêmicos e as experiências dos protagonistas da atividade. Editora, no Brasil, da revista Ergologia (Aix-Marseille). Membro de sociedades científicas nacionais e internacionais. Membro do Conselho Técnico-Científico da Escola DIEESE de Ciências do Trabalho. Proponente e coordenadora do GT da Anpoll Linguagem, Enunciação e Trabalho (2006-2008). Áreas de atuação: Linguística Aplicada, Análise do Discurso, Linguagem e Trabalho.

Maria da Glória Corrêa di Fanti, gdifanti@gmail.com

É doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL) pela PUCSP (2004), com doutorado-sanduíche (2001-2002) no Departamento de Ergologia (APST) na Université de Provence Aix-Marseille I, e mestre em Letras (Estudos Linguísticos) pela UFSM (1998). Atualmente é professora-pesquisadora da PUCRS, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL/PUCRS) e editora da Letrônica, Revista Digital do PPGL. Foi coordenadora (2010-2012) e vice-coordenadora (2008-2010 e 2012-2014) do GT Linguagem, Enunciação e Trabalho da ANPOLL. É membro da Société Internationale dErgologie (SIE), da Asociación Latinoamericana de Estudios del Discurso (ALED), da Association Analyse des Discours de lAmerique Latine (ADAL), da Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL), da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL), da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) e do Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de S. Paulo (GEL). É líder do grupo Tessitura: Vozes em (Dis)curso (PUCRS/CNPq), vice-líder do grupo Enunciação em Perspectiva (UNISINOS/CNPq) e pesquisadora do grupo Atelier Linguagem e Trabalho (PUCSP/CNPq). Tem experiência nas áreas de Linguística Aplicada, Análise do Discurso e Linguagem e Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: discurso, dialogismo, enunciação, gêneros do discurso, ensino, trabalho, mídia, práticas culturais e Círculo de Bakhtin.

Maria del Carmen Fátima González Daher, del_daher@id.uff.br

Maria del Carmen Fátima González Daher, assinatura Del Carmen Daher, é doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP, 2000), realizou estágios pós doutorais em Linguística Aplicada, na Université de Paris XII – Val de Marne (CNPq, 2007), e em Linguística e Língua Portuguesa, na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp-Araraquara, 2006). É mestre em Letras Neolatinas e licenciada em Letras, habilitações Português e respectivas literaturas e Português-Espanhol, ambas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É professora do Instituto de Letras da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Departamento de Letras estrangeiras modernas. Atua na habilitação em Português-Espanhol com formação de professores e na Pós-graduação no Programa de Estudos de Linguagem na linha de pesquisa Teorias do texto, do discurso e da interação. É líder do Grupo de Pesquisa PRÁTICAS de linguagem, trabalho e formação docente (UFF, CNPq, desde 2010). Integra os grupos Práticas de Linguagem e discursividade (PraLinS-UERJ, CNPq) e Atelier – Linguagem e trabalho (PUC-SP, CNPq, desde 1996). Membro do GT Linguagem, Enunciação e Trabalho (ANPOLL). Atua nas áreas de Estudos de linguagem, Análise do discurso e Letras. Professora aposentada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde atuou no Programa de Pós-graduação em Letras, área de concentração: Linguística; Pós-graduação lato sensu em Língua Espanhola e na graduação em Letras, habilitação Português-espanhol.

Marília Giselda Rodrigues, mariliagiselda@uol.com.br

Professora permanente do Programa de Mestrado em Linguística da Universidade de Franca (UNIFRAN), atuando no ensino e pesquisa na graduação e pós-graduação. É líder do GTEDI – Grupo de Estudos do Texto e do Discurso (UNIFRAN/CNPq) e pesquisadora do ATELIER Linguagem e Trabalho (PUCSP/CNPq) e GEDI (UNI-FACEF/CNPq). Pesquisadora do GT da ANPOLL Linguagem, enunciação e trabalho. Possui Licenciatura Plena em Língua Portuguesa e suas Literaturas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1987), mestrado em Linguística pela Universidade de Franca (2008) e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2013). Experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise do Discurso e Linguística Aplicada. Experiência também em Jornalismo e Editoração. Atua principalmente nos seguintes temas: discurso das mídias, jornalismo, literatura, linguagem e trabalho, feminismo.

Silma Ramos Coimbra Mendes, silma.rcm@uol.com.br

Bacharel em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Suas áreas de atuação são a Linguística e a Linguística Aplicada. É pesquisadora do Grupo de Pesquisa Atelier Linguagem e Trabalho (PUC-SP/CNPq), e do GT Linguagem, Enunciação e Trabalho da ANPOLL. É especialista em Publicidade e Mercado pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo ECA /USP. Com experiência de onze anos na docência do ensino superior, atualmente desenvolve cursos de Análise do Discurso na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/ Cogeae e atua na formação de professores na interface escola/empresa. Seus temas de interesse estão voltados para a relação linguagem e trabalho, linguagem e educação e linguagem e publicidade.

Vera Lucia de Albuquerque Sant’Anna, verasantanna@terra.com.br

Vera Lucia de Albuquerque Sant’Anna é Professora Associada e Pesquisadora no Instituto de Letras da UERJ, onde atua desde 1981. Na Pós-graduação em Letras, área de concentração em Linguística, está ligada à linha de pesquisa Práticas de linguagem e discursividade (desde 2000). Na Especialização em Leitura em Língua Espanhola, desenvolve suas atividades desde 1994. Na Graduação, é docente da habilitação Português-Espanhol, desde 1981. Concluiu o doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em 2000 (com bolsa Capes). Desenvolveu atividades de pós-doutoramento em Paris VII (2005) e no LAEL-PUC/SP (bolsa CNPq-2006). Realizou seu Mestrado em Letras Neolatinas na Faculdade de Letras da UFRJ (defesa 1988), bem como sua graduação e licenciatura em Letras, habilitação Português-Espanhol (1974-1978). Integra os grupos de pesquisa Práticas de Linguagem e Subjetividade (PraLinS-UERJ, desde 2009) e Atelier Linguagem e Trabalho (PUC/SP, desde 1996). É membro do GT ANPOLL Linguagem. Enunciação e Trabalho. Atua na área de formação de professores de língua estrangeira e em Linguística, com ênfase em Análise do Discurso de orientação enunciativa.